On-Fitness
Patos em Destaque
Vestibular Agendado - FPM

COMBATE À DENGUE: AÇÕES DO PMCD NO DIA DE FINADOS

Cemitério pode se tornar potencial foco da dengue devido a materiais descartados de maneira inadequada

WESLLEY RAPHAEL
QUARTA-FEIRA, 30/10/2019
Combate à dengue: ações do PMCD no Dia de Finados

A Secretaria de Saúde, por meio do Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD), tem realizado constantemente ações cuja finalidade é eliminar os possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti. Com a aproximação do Dia de Finados tais ações serão intensificadas, especialmente no cemitério, local onde, muitas vezes, são deixados materiais que facilmente acumulam água, servindo, assim, de criadouro para o Aedes aegypti.

De acordo com a equipe do PMCD, o cemitério é um ponto estratégico, o qual é visitado quinzenalmente por agentes que realizam o trabalho desde a remoção de materiais que acumulam água até o tratamento focal. No dia 02 de novembro (Dia de Finados), o fluxo de pessoas é muito grande no local e várias embalagens plásticas são deixadas ali, servindo posteriormente de criadouro para o mosquito.

Sendo assim, é imprescindível que a população contribua para evitar que possíveis criadouros do mosquito sejam descartados de maneira inadequada. O PMCD necessita, portanto, do apoio de todos que visitarão o cemitério para que não deixem plásticos junto aos vasos de flores, não levem vasos que possam acumular água posteriormente, verifiquem bem os arranjos antes de colocá-los junto aos túmulos. Ao deixar no local materiais que podem acumular água, coloca-se em risco a saúde e a vida da população circunvizinha.

Além do alerta que os agentes de combate às endemias frequentemente fazem, no Dia de Finados haverá agentes trabalhando nas entradas do cemitério cujo objetivo será auxiliar as pessoas na remoção das embalagens que podem acumular água.

É importante ressaltar que o combate ao mosquito Aedes aegypti é dever de todos e não deve parar. Os fatores climáticos, como calor intenso e chuvas, colaboram para que qualquer recipiente sirva de criadouro e que o ciclo evolutivo do mosquito aconteça de forma mais rápida.

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no Twitter e Facebook . Envie informações à redação do portal por WhatsApp pelo telefone (34) 99681 6684.

 
Fonte: ASCOM.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Desenvolvido pela itsit.es