EMPRESTA
Patos em Destaque
Unipam

COVID-19: PATOS DE MINAS PERMANECE NA ONDA VERDE

Macrorregião Noroeste também segue na fase mais flexível do Minas Consciente

WESLLEY RAPHAEL
QUARTA-FEIRA, 21/10/2020
Covid-19: Patos de Minas permanece na onda verde

O município de Patos de Minas segue na etapa menos restritiva do Minas Consciente por mais uma semana. As classificações no programa, publicadas nesta quarta-feira (21) no Portal Agência Minas, valem de 24 até 30 de outubro. Na onda verde estão autorizados a funcionar serviços não essenciais com alto risco de contágio, como cinemas, bibliotecas, museus, serviços de colocação de piercings e tatuagens, além de restaurantes e bares com oferta de entretenimento.  

Os protocolos municipais para as atividades autorizadas nessa fase do plano estão em revisão final e em breve serão disponibilizados para toda a população. No primeiro fim de semana em que a cidade esteve classificada na onda verde, constataram-se muitos comportamentos em desacordo com as medidas sanitárias de prevenção à disseminação do novo coronavírus. Segundo o coordenador do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, Célio Adriano Lopes, “diante de atitude mais relaxada da população, foi necessário revisar as regras para tornar mais seguro o funcionamento das atividades na onda verde”.

É preciso ressaltar que, para evitar retrocesso na classificação, a população deve adotar, de fato, as medidas de enfrentamento à Covid-19. Retornar para onda amarela ou vermelha pode tornar-se realidade caso os indicadores da microrregião de Patos de Minas deixem de estar dentro do aceitável para a fase verde. *Na avaliação de hoje, as regiões Triângulo Sul e Triângulo Norte apresentaram piora nos índices, sendo regredidas para a etapa intermediária do plano.* 

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no TwitterInstagram e Facebook . Envie informações à redação do portal por WhatsApp pelo telefone (34) 98873-4068.

Fonte: ASCOM.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Desenvolvido pela itsit.es